RSS

amor XXII

29 Jun

Estou farto de ser um fantasma, estou farto de não fazer o que me apetece, estou farto de ser impedido de agir, estou farto de reprimir os meus desejos, estou farto de pensar sempre nos outros. Todas estas vontades reprimidas e desejos recalcados enchem a minha alma com um vazio oco, sugando toda a minha vida, drenando toda a minha força, esgotando toda a minha vida. Morte, abraça-me no teu colo gélido, acaba com a minha tortura, termina com este meu sofrer que não tem fim. Leva-me para o teu ninho eterno sem sofrimento… Recebe-me calorosamente no calor da tua frieza.

Anúncios
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 29 de Junho de 2011 em amor, angústia, morte

 

Etiquetas: , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: