RSS

vida XXXV

26 Ago

Hoje é um dia daqueles em que a minha cabeça não pára. Penso e repenso em tudo, penso na vida. Penso no que estou a fazer da minha vida e fico triste. Penso no tempo que está a passar e eu sem fazer nada da minha vida. Nunca considerei que o tempo eu que lutei pelo que queria fosse perdido, mas esta fase em que não sei para onde me virar, que nem sei para que o lado é o norte, não sei que quero, considero que é mal vivido. Não consigo decidir nada, todos os dias digo para mim mesmo que “amanhã recomeço a viver” mas o amanhã vem e acaba e nunca dou o passo necessário para viver. Acho que não consigo dar esse passo sozinho, no meu subconsciente permanece a ideia da inutilidade de continuar esta viagem que é a vida sozinho. Há dias em que me esforço, que ainda vou vivendo mas chega a noite e me encontro no silêncio da solidão da minha vida, da minha casa, tudo desaba e a ideia de continuar o esforço de viver sem gosto parece-me então desnecessária e sem sentido. Não entendo porque continuo a sentir estas emoções tão fortes dentro de mim, não entendo porque simplesmente não consigo encontrar o norte, encontrar um caminho, encontrar a saída para seguir rumo à felicidade. Talvez precise de alguém que me mostre o caminho, que me tire desta espiral de tormentas e que me leve de mãos dadas para esse futuro que me parece cada vez mais utópico…

Advertisements
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 26 de Agosto de 2011 em eu, solidão, vida

 

Etiquetas: , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: