RSS

vida #55

20 Out

Existir, viver sem fazer nada, sem lutar para ser feliz é quase o mesmo do que ter um barco na marina sem o usar, sem explorar o desconhecido, sem arriscar, sem tentar a sorte. Ver todos os outros barcos a partir e a chegar e nós sempre no mesmo lugar, estáticos. É como esperar que o barco se degrade e se vá ao fundo, sem fazer uso dele. Icem as velas, naveguem rumo ao desconhecido, rumo à aventura e eu dia, quem sabe, atraquem num porto cheio de felicidade, repleto de vida e amor…

é preciso navegar rumo à felicidade...

Advertisements
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 20 de Outubro de 2011 em vida

 

Etiquetas:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: