RSS

Arquivos mensais: Fevereiro 2012

lágrimas #10

Every now and then, I get a little bit tired of

Listening to the sound of my tears

.
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 28 de Fevereiro de 2012 em amor, lágrima, sofrimento

 

Etiquetas: ,

eclipse…

Once upon a time, I was falling in love
But now, I’m only falling apart
There’s nothing I can do
A total eclipse of the heart
.
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 28 de Fevereiro de 2012 em amor, dor, sofrimento

 

Etiquetas: , ,

mundo estranho #2

“It’s extraordinary to me that the United States can find $700 billion to save Wall Street and the entire G8 can’t find $25 billion dollars to saved 25,000 children who die every day from preventable diseases.”

Bono

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 28 de Fevereiro de 2012 em bono, crianças, mundo, sociedade

 

Etiquetas: , , ,

tolerância

Como tem razão Saramago, tolerar não é aceitar…

Tolerância não é Igualdade

Eu sou contra a tolerância, porque ela não basta. Tolerar a existência do outro e permitir que ele seja diferente ainda é pouco. Quando se tolera, apenas se concede, e essa não é uma relação de igualdade, mas de superioridade de um sobre o outro. Sobre a intolerância já fizemos muitas reflexões. A intolerância é péssima, mas a tolerância não é tão boa quanto parece. Deveríamos criar uma relação entre as pessoas da qual estivessem excluídas a tolerância e a intolerância. 

José Saramago, in ‘Globo (2003)’

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 28 de Fevereiro de 2012 em josé saramago, mundo, sociedade

 

Etiquetas: , ,

saudade #6

“A saudade é a memória do coração.”

Coelho Neto

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 27 de Fevereiro de 2012 em amor, Coelho Neto, saudade

 

Etiquetas: , , ,

solidão #14

“Speaking to the atmosphere
No one’s here and I fall into myself
This truth drives me
Into madness
I know I can stop the pain
If I will it all away”

Evanescence – Whisper

solidão e loucura

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 23 de Fevereiro de 2012 em dor, loucura, vida

 

Etiquetas: , ,

EU não sou o único…

Resistência – Não Sou o Único

Pensas que eu sou um caso isolado
Não sou o único a olhar o céu
A ver os sonhos partirem
À espera que algo aconteça
A despejar a minha raiva
A viver as emoções
A desejar o que não tive
Agarrado às tentações

E quando as nuvens partirem
O céu azul ficará
E quando as trevas abrirem
Vais ver, o sol brilhará
Vais ver, o sol brilhará

Não, não sou o único
Não, sou o único a olhar o céu
Não, não sou o único
Não, sou o único a olhar o céu

Pensas que eu sou um caso isolado
Não sou o único a olhar o céu
A ouvir os conselhos dos outros
E sempre a cair nos buracos
A desejar o que não tive
Agarrado ao que não tenho
Não, não sou o único
Não sou o único a olhar o céu

 
1 Comentário

Publicado por em 23 de Fevereiro de 2012 em eu, música, resistência

 

Etiquetas: , ,

fuga #2

“Foges em companhia de ti próprio:

é de alma que precisas de mudar, não de clima.”

Seneca

Como entendo, tentei mudar o mundo e falhei, tentei mudar o meu mundo e falhei, tentei fugir do mundo e isolei-me mas tudo me perseguia, todo o sofrimento me acompanhou, tentei fugir de mim mas não é possível, só me resta… mudar a minha alma, o meu ser, a minha essência.

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 20 de Fevereiro de 2012 em eu, fuga, seneca

 

Etiquetas: , ,

vida #60

“A vida é sempre a mesma para todos: rede de ilusões e desenganos.

O quadro é único, a moldura é que é diferente.”

Florbela Espanca

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 20 de Fevereiro de 2012 em florbela espanca, vida

 

Etiquetas: ,

sofrimento e prazer

Esforçamo-nos Mais por Evitar o Sofrimento do que Procurar o Prazer

Privamo-nos para mantermos a nossa integridade, poupamos a nossa saúde, a nossa capacidade de gozar a vida, as nossas emoções, guardamo-nos para alguma coisa sem sequer sabermos o que essa coisa é. E este hábito de reprimirmos constantemente as nossas pulsões naturais é que faz de nós seres tão refinados. Porque é que não nos embriagamos? Porque a vergonha e os transtornos das dores de cabeça fazem nascer um desprazer mais importante que o prazer da embriaguez. Porque é que não nos apaixonamos todos os meses de novo? Porque, por altura de cada separação, uma parte dos nossos corações fica desfeita. Assim, esforçamo-nos mais por evitar o sofrimento do que na busca do prazer.

Sigmund Freud, in ‘Correspondência (1883)’

imagem: http://w-melon.deviantart.com/gallery/?offset=24#/d1ybkh0

Por vezes deixamos de viver com medo de reviver…

com medo de reviver sofrimentos…

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 16 de Fevereiro de 2012 em prazer, Sigmund Freud, sofrimento

 

Etiquetas: , ,

buraco…

Esta imagem fez-me pensar…

Enquanto a morte não chegar,

há vida…

há hipótese…

há a tentativa…

de ser…

FELIZ…

“Por pior que seja o buraco

em que você se encontra,

pelo menos ainda não há terra em cima”

 
1 Comentário

Publicado por em 16 de Fevereiro de 2012 em felicidade, vida

 

Etiquetas: ,

a luz…

Há sempre uma luz ao fundo do túnel? Por vezes parece que a vislumbro mas cedo se revela uma miragem e as trevas voltam a abraçar-me na frieza solitária da sua escuridão. Quase sempre me parece tão longe, tão distante e tão frágil esta luz que teimo, em vão, atingir. A luz parece fugir de mim como se fosse o destino de todos menos o meu, quase me amaldiçoa à escuridão que, envolta no meu ser, não me deixa escapar. Só espero atinjir essa luz, um dia, e que essa luz não se revele ser a morte…

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 15 de Fevereiro de 2012 em eu, felicidade, tempo, vida

 

Etiquetas: , , ,

hoje sinto…

hoje sinto-me destruído por quem me devia ter construído

hoje sinto-me abandonado por quem me devia ter acolhido

hoje sinto-me morto por quem me devia ter dado vida

hoje sinto-me entrestecido por quem me devia dar a felicidade

hoje sinto-me traído por quem eu confiei e devia ter confiado

hoje sinto-me nada por quem me devia ter feito sentir tudo

hoje sinto-me mal quando devia sentir-me bem…

 
2 Comentários

Publicado por em 15 de Fevereiro de 2012 em alma, eu

 

Etiquetas: ,

Na Solidão da Noite

Caminho pela noite solitário.

Sem temer a escuridão…

Ouço meus passos na solidão…

Onde minha alma é envolvida por sonhos sanguinários.

Sou a sombra que envolve o seu sonho…

Sou a morte que leva tua vida,

Com um beijo de minha boca gélida…

E ao final da noite estou sozinho…

Vivo na escuridão,

Só a espera de uma alma,

Na qual trará a calma,

Ao meu coração perturbado pela solidão…

Meus desejos vagam por essas noites,

Em busca de um amor,

No qual possa me tirar essa dor…

Minha alma melancólica,

É vitima da saudade de outrora…

Hoje só me resta esse coração que chora,

Por um tempo que não volta…

Lady of the Night

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 14 de Fevereiro de 2012 em alma, dor, solidão, spectrumgothic

 

Etiquetas: , , ,

olhar

“Os olhos são os intérpretes do coração,

mas só os interessados entendem essa linguagem.”

Blaise Pascal

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 14 de Fevereiro de 2012 em amor, Blaise Pascal, olhos

 

Etiquetas: , ,

 
%d bloggers like this: