RSS

Arquivo da Categoria: coragem

música XXI

Lindas palavras que encorajam qualquer um a continuar, por pior que a vida seja:

Hold on…

You are not alone…

R.E.M. – Everybody Hurts

When your day is long
And the night the night is yours alone
When you’re sure you’ve had enough of this life
Hang on

Don’t let yourself go
‘Cause everybody cries
And everybody hurts, sometimes

Sometimes everything is wrong
Now it’s time to sing along
When your day is night alone (Hold on, hold on)
If you feel like letting go (Hold on)
If you think you’ve had too much of this life
To hang on

‘Cause everybody hurts
Take comfort in your friends
Everybody hurts
Don’t throw your hand, oh no
Don’t throw your hand
If you feel like you’re alone
No, no, no, you’re not alone

If you’re on your own in this life
The days and nights are long
When you think you’ve had too much of this life
To hang on

Well, everybody hurts
Sometimes, everybody cries
And everybody hurts, sometimes
But everybody hurts, sometimes
So hold on

(7x)
Hold on

Everybody hurts

You’re not alone

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 6 de Agosto de 2011 em coragem, música, palavras, R.E.M.

 

Etiquetas: , , ,

suicídio: coragem ou covardia?

há sempre uma parte que quer ficar, que ainda tem uma réstia de esperança...

 

Hoje dei por mim a discutir com uma amiga se suicídio seria um acto covarde ou um acto corajoso. Não chegámos a nenhuma conclusão por falta de entendimento sobre a matéria. Eu acho que é um acto de extrema coragem, acabar com a própria vida. É quase como que uma eutanásia para as dores da alma, se podemos escolher terminar a vida por causa das dores do corpo, porque não aceitarmos escolhê-lo para as dores da alma? Eu sei que é diferente porque na eutanásia é um acto proferido por alguém da área de saúde à pessoa que deseja morrer e no suicídio é um acto auto infringido. O problema do suicídio não é o da pessoa que morre mas das pessoas que ficam e que tinham algum tipo de ligação ao suicida. Para quem morre acabam todos os problemas, é a cura suprema para qualquer dor da existência mas, para quem fica, a dor deve ser insuportável, imagino eu. Quem fica sempre se culpa por qualquer coisa, sempre se julga um bocado culpado por não ter feito algo que evitasse o suicídio, o que muitas vezes é verdade porque há sempre sinais de que isso possa acontecer, basta estar atento. Deixando-me de divagar mais sobre isto, posso até concordar que é um acto covarde, de fuga aos problemas e à dor mas, é um acto que precisa de muita coragem para ser feito… A dor devia ser transformada em força para conseguirmos ultrapassar as situações menos fáceis e dolorosas da vida mas, por outro lado, quem sou eu para julgar? Cada um sabe a dor que aguenta.

Como diria Raul Solnado: “Façam o Favor de Ser Felizes!”

https://jorgemiguelcs.wordpress.com/2010/02/

 
5 Comentários

Publicado por em 6 de Março de 2011 em coragem, covardia, morte, suicídio, vida

 

Etiquetas: , , , ,

 
%d bloggers like this: