RSS

Arquivo de etiquetas: destino

destino #5

Sei que é impossível mudar o passado

Mas que é possível alterar o futuro

Sei que é impossível destruir as minhas memórias

Mas que é possível construir um destino

Sei que o passado é certo

Mas sei que o futuro é incerto

E também depende do meu presente…

 
6 Comentários

Publicado por em 12 de Abril de 2012 em destino, futuro, vida

 

Etiquetas: , ,

destino #6

“Quando se navega sem destino, nenhum vento é favorável.”

Seneca

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 20 de Outubro de 2011 em destino, seneca, vida

 

Etiquetas: , ,

destino V

Destino

à ternura pouca
me vou acostumando
enquanto me adio
servente de danos e enganos

vou perdendo morada
na súbita lentidão
de um destino
que me vai sendo escasso

conheço a minha morte
seu lugar esquivo
seu acontecer disperso

agora
que mais
me poderei vencer?

Mia Couto, in “Raiz de Orvalho e Outros Poemas”

a morte é a nossa última morada, o nosso destino final...

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 16 de Setembro de 2011 em destino, mia couto, morte, poesia

 

Etiquetas: , , ,

destino IV

Aos que a Felicidade é Sol, Virá a Noite

Quero ignorado, e calmo 
Por ignorado, e próprio 
Por calmo, encher meus dias 
De não querer mais deles. 

Aos que a riqueza toca 
O ouro irrita a pele. 
Aos que a fama bafeja 
Embacia-se a vida. 

Aos que a felicidade 
É sol, virá a noite. 
Mas ao que nada ‘spera 
Tudo que vem é grato. 

Ricardo Reis, in “Odes” 
Heterónimo de Fernando Pessoa

Nesse caminho rumo ao futuro raramente vamos ao encontro dos nossos desejos. Há sempre um desvio entre o que queremos e o que alcançamos, entre o que sonhamos para nós e a nossa realidade. É incrível como a vida insiste a dar a uns o que outros merecem e vice versa… Por isso acho que poucos de nós estamos bem, há sempre algo que nos falta, a uns mais que a outros, mas, exceptuando os conformados, falta-nos sempre algo. Algo que talvez outro alguém tenha e nem queira, mesmo sendo ateu, deus dá dentes a quem não tem nozes. Enfim, ou luto ou aceito, e eu não sou de me ficar nem de aceitar o que a vida insiste em me oferecer…

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 29 de Agosto de 2011 em desejo, destino, fernando pessoa, vida

 

Etiquetas: , , ,

destino III

O nosso destino é condicionado pelas nossas acções e escolhas, pelas acções e escolhas dos outros e por acontecimentos ocasionais que influenciam as nossas acções e escolhas assim como de outros. Não quero discutir se são aleatórios e ocasionais os factos e acontecimentos que mudam o curso das nossas vidas, este assunto dava para um livro… Quero é tentar dizer que a nossa vida é o somatório de todos os momentos passados, com todas as causas que implicam ou não o nosso futuro, todos esses momentos influenciam o nosso modo de ser, pelo que, se não directamente, influenciam indirectamente nas nossas acções e opções. É verdade que construímos o nosso futuro a cada momento, mas esse futuro pode ser ou não o desejado porque o futuro que queremos pode depender de escolha ou acção de outro ou outros. A nossa condição social choca com a nossa condição individual. O ser individual pode desejar um futuro que ao depender de outros choca com o seu próprio ser social, que o impede de concretizar esse futuro pois está dependente de outros seres sociais. Se o desejo de ser individual desses outros seres sociais não forem ao encontro do nosso desejo, lá se vai o futuro desejado. Viver, para alguns, é muito complicado. Se fosse fácil alterarmos os nossos desejos para o futuro seria bem mais simples… Apesar de tudo a vida é uma dádiva, que só recebemos uma vez, por isso é preciso tentar aproveitá-la ao máximo. Mais uma vez, preciso escutar as minhas próprias palavras e fazer um futuro… Aprendi que não posso fazer planos, há infinitas hipóteses aleatórias que podem destruir um sonho, o sonho de uma vida… Não há nada que possamos fazer para adivinhar, prever e prevenir que essas hipóteses aconteçam, resta viver com isso…

Resta uma questão, se todos os acontecimentos forem aleatórios e ocasionais, implica que não temos um futuro predestinado a cumprir? Para pensar, para raciocinar…

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 24 de Agosto de 2011 em desejo, destino, futuro, vida

 

Etiquetas: , , ,

destino II

Destino, Acaso ou Coincidência

Podemos muito bem, se for esse o nosso desejo, vaguear sem destino pelo vasto mundo do acaso. Que é como quem diz, sem raízes, exactamente da mesma maneira que a semente alada de certas plantas esvoaça ao sabor da brisa primaveril. E, contudo, não faltará ao mesmo tempo quem negue a existência daquilo a que se convencionou chamar o destino. O que está feito, feito está, o que tem se ser tem muita força e por aí fora. Por outras palavras, quer queiramos quer não, a nossa existência resume-se a uma sucessão de instantes passageiros aprisionados entre o «tudo» que ficou para trás e o «nada» que temos pela frente. Decididamente, neste mundo não há lugar para as coincidências nem para as probabilidades. Na verdade, porém, não se pode dizer que entre esses dois pontos de vista exista uma grande diferença. O que se passa – como, de resto, em qualquer confronto de opiniões – é o mesmo que sucede com certos pratos culinários: são conhecidos por nomes diferentes mas, na prática, o resultado não varia.

Haruki Murakami, in ‘Em Busca do Carneiro Selvagem’

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 23 de Agosto de 2011 em destino, futuro, Haruki Murakami, tempo, vida

 

Etiquetas: , , , ,

lei de murphy

 “Se algo pode dar errado, dará errado da pior maneira, no pior momento e de modo a causar o maior estrago possível”

Edward A. Murphy

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 6 de Agosto de 2011 em azar, destino, sorte, vida

 

Etiquetas: , , ,

 
%d bloggers like this: