RSS

Arquivo de etiquetas: distância

distância III

“Ter-te perdido será real, se te tenho sempre a meu lado, embora não te possa tocar?”

Daniel Sampaio – Lições do abismo

Anúncios
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 9 de Julho de 2011 em amor, daniel sampaio, distância

 

Etiquetas: , ,

amor XXVI

“Estavas perto e longe ao mesmo tempo, num dia quase prometias a lua, no outro tinhas pressa.”

Daniel Sampaio – Lições do abismo

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 9 de Julho de 2011 em amor, daniel sampaio, distância, lua

 

Etiquetas: , , ,

distância II

.

“Distance Never Separates Two Hearts That Really Care”

Emily Matthews

.


 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 26 de Maio de 2011 em amor, distância

 

Etiquetas: ,

vida VII

Hoje oiço esta música, hoje penso se simplesmente consigo deixar-me ir e esquecer tudo o que me impede de não ser feliz contigo, muita coisa se passou, muita coisa me faz medo, muita coisa ainda me faz mal e, por muita coisa não quero voltar a passar. Tudo me destruiu e ainda não me refiz totalmente, ainda não estou bem, ainda sangro das feridas abertas da alma… Mas o tempo passa e tudo fica melhor, como espero ficar melhor para, assim, ser capaz de ser melhor para mim e para ti…

 

Jacques Brel – Ne me quitte pas


 

Ne me quitte pas
Il faut oublier
Tout peut s’oublier
Qui s’enfuit déjà
Oublier le temps
Des malentendus
Et le temps perdu
À savoir comment
Oublier ces heures
Qui tuaient parfois
À coups de pourquoi
Le coeur du bonheure
Ne me quitte pas (x4)

Moi je t’offrirai
Des perles de pluie
Venues de pays
Où il ne pleut pas
Je creuserai la terre
Jusqu’après ma mort
Pour couvrir ton corps
D’or et de lumière
Je ferai un domaine
Où l’amour sera roi
Où l’amour sera loi
Où tu seras reine
Ne me quitte pas (x4)

Ne me quitte pas
Je t’inventerai
Des mots insensés
Que tu comprendras
Je te parlerai
De ces amants là
Qui ont vu deux fois
Leurs coeurs s’embrasser
Je te raconterai
L’histoire de ce roi
Mort de n’avoir pas
Pu te rencontrer
Ne me quitte pas (x4)

On a vu souvent
Rejaillir le feu
De l’ancien volcan
Qu’on croyait trop vieux
Il est paraît-il
Des terres brûlées
Donnant plus de blé
Qu’un meilleur avril
Et quand vient le soir
Pour qu’un ciel flamboie
Le rouge et le noir
Ne s’épousent-ils pas
Ne me quite pas (x4)

Ne me quite pas
Je ne veux plus pleurer
Je ne veux plus parler
Je me cacherai là
À te regarder
Danser et sourire
Et à t’écouter
Chanter et puis rire
Laisse-moi devenir
L’ombre de ton ombre
L’ombre de ta main
L’ombre de ton chien
Ne me quitte pas (x4)


 

Etiquetas: , , , , , ,

longe de ti

Longe de ti – Império dos sentados

Trocamos lágrimas e paixão
como foi que te perdi?
Um momento de ilusão
fiquei longe de ti

As noites em branco
O negro do dia
Desejo ardente
A cama fria

Longe de ti
Já não posso viver assim
O vazio que há em mim
Sinto que estou perto, do fim

A tristeza no olhar
A dor dentro de mim
A vontade de chorar
Ninguém sofre assim

As noites em branco
O negro do dia
Desejo ardente
A cama fria

Longe de ti
Já não posso viver assim
O vazio que há em mim
Sinto que estou perto…

Longe de ti
Já não posso viver assim
O vazio que há em mim
Sinto que estou perto, do fim

Longe de ti (15x)

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 6 de Março de 2011 em amor, distância, música, tristeza

 

Etiquetas: , , ,

o espelho

Pensei que hoje ia acordar melhor, mas nem por isso. Mal olhei para o espelho senti-me mal, não gostei do que vi, a tua ausência não me faz bem, o teu silêncio corrói-me, a tua distância mata-me. Vejo-me um monstro, que não faz nada certo, que por mais que tente aproximar quem ama, apenas as afasta…

 
 

Etiquetas: , , , , , , , ,

Longe de ti…

Embora estejas pertinho guardada no meu coração, é assim que me sinto quando fisicamente estás longe…

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 11 de Fevereiro de 2011 em amor, distância

 

Etiquetas: ,

 
%d bloggers like this: