RSS

Arquivo de etiquetas: dor

alma #19

“I got a heart full of pain
Head full of stress
Hand full of anger
Held in my chest
And everything left is a waste of time
I hate my rhymes
But hate everyone else’s more
I’m riding on the back of this pressure
Guessing that it’s better
That I can’t keep myself together
Because all of this stress
Gave me something to write on
The pain gave me something I could set my sights on
You never forget the blood sweat and tears
The uphill struggle over years
The fear and trash talking
And the people it was to
And the people that started it just like you”
.

Linkin Park – Nobody’s Listening

god_of_pain_by_optic_echo

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 2 de Agosto de 2012 em alma, dor

 

Etiquetas: ,

dor #10

Corpse Bride

Sem dúvida, o meu filme favorito

“If I touch a burning candle I can feel no pain
In the ice or in the sun it’s all the same
Yet I feel my heart is aching
Though it doesn’t beat it’s breaking
And the pain here that I feel
Try and tell me it’s not real
I know that I am dead
Yet it seems that I still have some tears to shed”

 
1 Comentário

Publicado por em 2 de Julho de 2012 em a noiva cadáver, amor, dor

 

Etiquetas: , ,

carta… à minha alma

Vai alma, vai, percorre dolorosamente essa via sacra que é a tua vida. Percorre cada palmo, cada centímetro penoso desse caminho errante na mais solitária das solidões. Bem tentas encontrar outra sombra que faça companhia à tua mas não, não encontras nenhuma sombra que queira a companhia da tua. Tudo te dói, tudo te fere, tudo te magoa nesse longo percurso. Cada vez que tentas levantar-te algo ou alguém te desfaz, te desfragmenta mais ainda essa alma. Para ti minha alma, que tanto sofres, que tanto mereces, embora nem sempre o aches, para ti, desejo que te levantes, que faças esse percurso de uma só vez pois, no fim, lá estará à tua espera esse arco-íris da felicidade. Deixarás de ver todo esse cinzento e preto com que pintas e te pintam a vida para veres todas essas cores desse arco-íris que te parece tão utópico, tão irreal, tão longínquo… Mas quero que saibas que existe, que está ao teu alcance, que és capaz de lá chegar. Desejo-te que lá chegues pois alma, tu és eu e eu sou tu. Eu sou o corpo e mente a quem dás vida, mas tens de estar bem minha alma, para que eu também o esteja.

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 16 de Maio de 2012 em alma, dor, eu, vida

 

Etiquetas: , , ,

(in)felicidade #3

Desejava ser possível

juntar toda esta tristeza

pintá-la numa tela

contá-la num conto

cantá-la numa melodia

escrevê-la numa prosa

rimá-la numa poesia

chorá-la numa lágrima

dissolvê-la no mar

e, que ela simplesmente

passasse…

 
2 Comentários

Publicado por em 20 de Março de 2012 em dor, eu, lágrima, sofrimento, tristeza

 

Etiquetas: , , , ,

dia do pai :(

Hoje é dia do pai… Dia que me deixa duplamente infeliz. Por um lado o desgosto de ter tido um pai que só o foi de nome, de resto, nunca foi verdadeiramente meu pai, muito pelo contrário… eu nunca faria o que ele me fez a ninguém, muito menos a um filho. Por outro lado, o desgosto de não ter filhos, algo que evito desejar mas que me massacra a mente todos os dias. O dia já se adivinhava infeliz e desgostoso, não precisava do bónus que tive, ter de rever quem mais me feriu nesta vida, alguém que desejei para fazer feliz, para ser a mãe dos meus filhos e que, tal como o meu pai, me deixou nesta estrada da vida ferido e a sangrar da alma, quase morto e a desejar um abraço gélido e eterno da morte. Está difícil de aguentar este dia, a cada lágrima que cai, um passo para essa intemporal morte que teima em não me abraçar, que teima em não me receber de braços abertos. Tento sobreviver mas cada vez aguento menos estes dias de angústia em que tenho de “fingir” que está tudo bem, custou-me tanto trabalhar com isto na mente hoje… Mas a vida vai continuando castigada por estes castigos contínuos que me fazem sangrar da alma, que reabrem todas as feridas passadas que ainda não cicatrizaram. Resta-me deitar e encostar a cabeça, tentar descansar a mente de todos estes fantasmas e tentar adormecer com estas lágrimas todas a fugir dos olhos já sem brilho pela vida, por estes olhos mortos e inertes que reflectem uma alma tão… tão… sei lá…

 
2 Comentários

Publicado por em 19 de Março de 2012 em amor, desgosto, dor, eu, lágrima, morte, sofrimento

 

Etiquetas: , , , , , ,

eclipse…

Once upon a time, I was falling in love
But now, I’m only falling apart
There’s nothing I can do
A total eclipse of the heart
.
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 28 de Fevereiro de 2012 em amor, dor, sofrimento

 

Etiquetas: , ,

solidão #14

“Speaking to the atmosphere
No one’s here and I fall into myself
This truth drives me
Into madness
I know I can stop the pain
If I will it all away”

Evanescence – Whisper

solidão e loucura

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 23 de Fevereiro de 2012 em dor, loucura, vida

 

Etiquetas: , ,

 
%d bloggers like this: