RSS

Arquivo da Categoria: saudade

solidão #17

Este, que um deus cruel arremessou à vida,
Marcando-o com o sinal da sua maldição,
– Este desabrochou como a erva má, nascida
Apenas para aos pés ser calcada no chão.

De motejo em motejo arrasta a alma ferida…
Sem constância no amor, dentro do coração
Sente, crespa, crescer a selva retorcida
Dos pensamentos maus, filhos da solidão.

Longos dias sem sol! noites de eterno luto!
Alma cega, perdida à toa no caminho!
Roto casco de nau, desprezado no mar!

E, árvore, acabará sem nunca dar um fruto;
E, homem, há de morrer como viveu: sozinho!
Sem ar! sem luz! sem Deus! sem fé! sem pão! sem lar!

Olavo Bilac, in “Poesias”

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 9 de Julho de 2012 em Olavo Bilac, poesia, saudade

 

Etiquetas: , ,

império dos sentidos

Quando tudo era a tua presença…

 

Sentido da visão:

Olhar-te, ver-te, admirar a tua beleza nos meus olhos. Deslumbrar-me com cada traço, cada curva, cada saliência cada cor do teu rosto, do teu corpo. Tudo em ti era belo, tudo era lindo. Em ti vi a perfeição. Eras a luz da minha escuridão, eras a beleza neste mundo feio, eras a cor neste mundo cinzento e negro.

 

Sentido da audição:

A tua voz encantava o meu ser, um doce canto de sereia que me seduzia a cada tom. Cada timbre, cada sussurro, cada riso eram uma balada que me embalava no teu amor. Ouvir-te era abstrair-me de tudo o mais que nos rodeava, que me fazia focar na mais linda melodia que jamais tinha apreciado igual.

 

Sentido do paladar:

Lembro-me da doçura dos teus beijos, da doçura dos teus lábios nos meus. Néctar dos deuses que eu saboreava com todo o gosto, desejando sempre e sempre mais. Não havia nada mais doce, nada mais que eu quisesse provar. Eras a minha iguaria, o prato saboroso da minha alma. Simplesmente… deliciava-me com o sabor dos teus beijos.

 

Sentido do tacto:

O meu corpo vibrava com o toque do teu. Um toque, um abraço, o calor do teu corpo no meu, tudo era um êxtase, um motivo de alegria para o meu ser. Momentos finitos com uma intensidade infinita. E cada toque teu era o calor que aquecia a frieza da minha alma, era o calor que mantinha a minha alma viva.

 

Sentido do olfacto:

Sentir o cheiro do teu corpo, do teu perfume, do teu aroma era o elixir da minha felicidade. Aroma que era mais aprazível  e mais agradável que todos os jardins do mundo. Com os olhos fechados, encostado a ti, sentia esse aroma e voava nas asas de um amor que tinha tudo para ser mais do que temporal, inha tudo para ser eterno.

E, NA TUA PRESENÇA, TODOS OS MEUS SENTIDOS SE INFLAMAVAM E FAZIAS-ME SENTIR NUM SONHO LINDO E PERFEITO, ERAS O MEU PARAÍSO…

AGORA TODOS OS MEUS SENTIDOS SENTEM A AGONIA DO INFERNO QUE É A TUA AUSÊNCIA…

MUNDO SEM COR

MUNDO DE RUÍDO

MUNDO AMARGO

MUNDO FRIO

MUNDO INOLOR

 
10 Comentários

Publicado por em 9 de Julho de 2012 em amor, saudade

 

Etiquetas: ,

saudade #7

Saudade é um sentimento que quando não cabe no coração, escorre pelos olhos.

(????)

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 7 de Abril de 2012 em lágrima, saudade

 

Etiquetas: ,

lágrimas #11

Ainda tenho muitos destes dias em que tudo é saudade, cada gesto, cada aroma, cada cor me transporta para o que já foi, para o que já acabou. E esta saudade mata-me, este desejo constante de ti, do teu amor, do teu toque, do teu abraço, do teu calor, do teu corpo, do teu aroma, de tudo o que eras para mim transforma-se em sofrimento, em dor e angústia. E tudo dentro de mim cresce, intensifica-se e este sofrimento toma conta de meu ser, transborda em lágrimas que derramam incontroláveis dos meus olhos mortos, sem vida nem brilho. Se, pelo menos, cada lágrima levasse definitivamente cada mágoa, cada dor, cada sofrimento…

 

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 6 de Abril de 2012 em amor, lágrima, saudade, sofrimento, tristeza

 

Etiquetas: , , , ,

saudade #6

“A saudade é a memória do coração.”

Coelho Neto

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 27 de Fevereiro de 2012 em amor, Coelho Neto, saudade

 

Etiquetas: , , ,

saudade #5

“Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.”

Clarice Lispector

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 21 de Janeiro de 2012 em alma, Clarice Lispector, saudade

 

Etiquetas: , ,

saudade #4

…é quando o vazio que não era nada pesa tanto que passa a ser tudo.

Postado por 

http://bwballoons.blogspot.com/2010/08/saudade.html

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 21 de Janeiro de 2012 em alma, saudade

 

Etiquetas: ,

lua III

Hoje a lua está simplesmente divinal. O luar que me ilumina não chega à alma e traz com ele memórias e recordações de um passado que, apesar de tudo, não chegou a futuro. Relembro, ao luar, todas as palavras, todas as promessas, imagino como seria ver-te ao luar, amar-te na companhia solitária da lua, sentir o teu corpo encostado ao meu, olhar para ti e ver que, afinal, a lua não é assim tão bela, quando estás a meu lado. São desejos e sonhos que, com as lágrimas nos olhos, conto a essa minha confidente e companheira de eternidades infinitas de solidão, que é a minha amiga lua…

 
4 Comentários

Publicado por em 13 de Setembro de 2011 em alma, amor, desejo, eu, lua, saudade, solidão, sonho

 

Etiquetas: , , , , , , ,

ausência II

Confissão
Vivo um drama interior. 
Já nele pouco a pouco me consumo. 
E de tanto te buscar, 
Mas sem nunca te encontrar, 
Sou como um barco sem leme, 
Que perdesse o rumo, 
No alto mar. 

Da minha vida, assim, 
O que vai ser nem sei! 
Dias alegres houvesse… 
E os dias são para mim 
Rosas mortas de um jardim 
Que um vendaval desfizesse. 

Tenho horas bem amargas. 
Eu o confesso, 
Eu o digo. 
E se tudo passa e esqueço, 
Esquecer o teu perfil 
É coisa que eu não consigo. 

Sofro por ti. O frio do que morre 
Amortalha a minha alma em saudade. 
Atrás de uma ilusão a minha vida corre, 
Como se fora atrás de uma verdade. 

A Deus peço, por fim, o meu sossego antigo. 
Não me persiga mais o teu busto delgado. 
Passo os dias e as noites a sonhar contigo, 
Na cruz da tua ausência estou crucificado. 

A tua falta sinto. Não o oculto. 
Ocultá-lo seria uma mentira. 
Vejo por toda a parte a sombra do teu vulto, 
Teu nome é para mim um mundo que me inspira. 

E em hora derradeira, 
Um dia, quando 
A Morte vier, 
E aos meus olhos chegar, 
Eu não terei sequer, à minha beira, 
Uns dedos finos de mulher 
Que mos possam fechar. 

Alfredo Brochado, in “Bosque Sagrado”

E os dias são para mim Rosas mortas de um jardim

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 29 de Agosto de 2011 em Alfredo Brochado, amor, ausência, poesia, saudade

 

Etiquetas: , , , ,

amor XXXIII

Sofro de não te Ver

Sofro 
de não te ver, 
de perder 
os teus gestos 
leves, lestos, 
a tua fala 
que o sorriso embala, 
a tua alma 
límpida, tão calma… 

Sofro 
de te perder, 
durante dias que parecem meses, 
durante meses que parecem anos… 

Quem vem regar o meu jardim de enganos, 
tratar das árvores de tenrinhos ramos? 

Saúl Dias, in “Sangue (Inéditos)”

 
 

Etiquetas: , , , , , ,

saudade III

I… wish you were here…

Pink Floyd – Wish you were Here

So, so you think you can tell 
Heaven from Hell, 
Blue skys from pain. 
Can you tell a green field 
From a cold steel rail? 
A smile from a veil? 
Do you think you can tell? 

And did they get you to trade 
Your heros for ghosts? 
Hot ashes for trees? 
Hot air for a cool breeze? 
Cold comfort for change? 
And did you exchange 
A walk on part in the war 
For a lead role in a cage? 

How I wish, how I wish you were here. 
We’re just two lost souls 
Swimming in a fish bowl, 
Year after year, 
Running over the same old ground. 
What have we found? 
The same old fears. 
Wish you were here. 

 
2 Comentários

Publicado por em 9 de Julho de 2011 em alma, amor, música, pink floyd, saudade

 

Etiquetas: , , , ,

saudade II

“Saudade é amar um passado que ainda não passou. É recusar o presente que nos magoa. É não ver o futuro que nos convida…”

Pablo Neruda

Talvez a melhor definição de saudade que já li até hoje…

 
2 Comentários

Publicado por em 5 de Julho de 2011 em alma, pablo neruda, saudade, tempo

 

Etiquetas: , , ,

tempo IV

Dois horizontes fecham nossa vida: 

          Um horizonte, — a saudade 
          Do que não há de voltar; 
          Outro horizonte, — a esperança 
          Dos tempos que hão de chegar; 
          No presente, — sempre escuro,— 
          Vive a alma ambiciosa 
          Na ilusão voluptuosa 
          Do passado e do futuro. (…)

          Ou ambição de grandeza 
          Que no espírito calou, 
          Desejo de amor sincero 
          Que o coração não gozou; 
          Ou um viver calmo e puro 
          À alma convalescente, 
          Tal é na hora presente 
          O horizonte do futuro. (…)

Joaquim Maria Machado de Assis

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 26 de Junho de 2011 em Machado de Assis, poesia, saudade, vida

 

Etiquetas: , , ,

momentos…

“Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar essa pessoa de nossos sonhos e abraçá-la.”

Clarice Lispector

É constante esta vontade, este desejo, esta saudade…

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 6 de Junho de 2011 em amor, saudade, sonho, vida

 

Etiquetas: , , ,

lua

Hoje a lua está magnifica, estou sentado ao computador e vejo esta bela lua que me está a fazer morrer de saudades. Recorda-me das horas infindáveis que passámos sentados, abraçados, de mãos dadas em que apenas olhávamos a lua. O luar abençoava o nosso amor que florescia ali, num silêncio terno em que qualquer palavra afugentaria a beleza daqueles momentos. Momentos perfeitos em que apenas o calor da tua mão na minha era o paraíso para as nossas almas. Só me apetece dizer-te o quanto te amo, o quanto te quero, o quanto te desejo. AMO-TE… QUERO-TE… DESEJO-TE… Nem a grandeza do luar é tão imensa como a imensidão do meu amor por ti…


 
5 Comentários

Publicado por em 16 de Maio de 2011 em alma, amor, lua, saudade, solidão

 

Etiquetas: , , , ,

 
%d bloggers like this: